UMA PONTE PARA OS TALENTOS DA PERIFERIA

By May 8, 2018#ChegarLa

UMA PONTE PARA OS TALENTOS DA PERIFERIA

Muitas vezes o que separa uma atriz ou uma modelo de uma pessoa que trabalha em outras áreas é apenas uma questão de oportunidade. Existe muita beleza e talento espalhado pelo Brasil, mas nem todos conseguem #chegarlá e na maioria dos casos o que falta é apenas um meio. Esse quadro se intensifica ainda mais nas periferias.

Pensando nisso, a produtora Danielle Lago e a jornalista Camilla Lamoglia criaram uma agência de casting com um recorte bastante específico: a Madalena Arte e Talento é focada exclusivamente na busca de atores, modelos e músicos nas favelas do Brasil. Não é demais?!

Com uma proposta humanizada, a empresa cria uma ponte entre jovens e o mercado audiovisual, favorecendo a diversidade em vários âmbitos. Possibilitar a carreira de novos protagonistas oriundos das favelas e gerar oportunidades inovadoras de negócios é a missão da empresa, que pretende criar um catálogo dos artistas com suas aptidões e histórias de vida.

Em entrevista ao portal Economia IG, Daniella explica que a agência conta com uma equipe de profissionais experientes e com network ativo para lapidar os novos artistas, que por enquanto estão sendo procurados nas favelas cariocas e paulistanas. Esse trabalho de lapidação é de extrema importância nessas regiões que muitas vezes carecem de acesso à educação.

O novo modelo surgiu de uma demanda crescente dos contratantes nas áreas de publicidade e propaganda, eventos, entretenimento e mídias de maneira genuína e humanizada. As redes sociais da Madalena apresentam os agenciados com uma linguagem super moderna, despojada e verdadeiramente urbana.

Inicialmente o trabalho de casting começou nas favelas do Rio de Janeiro e São Paulo, mas a ideia é cada vez mais abrir possibilidades para os jovens espalhados pelas diversas regiões do país. Quem tiver interesse pode se agenciar pelo e-mail: novostalentos@madalenatalentos.com.br ou pelo site da empresa.

Essas e outras ações de empreendedorismo em comunidades de baixa renda fazem a diferença não só pela transformação social de que são capazes mas também pelas possibilidades de inovação em diversos setores. Sabemos que a diversidade tem ganhado cada vez mais espaço em setores dominados por padrões de beleza irreais como a moda, por exemplo. Mas ainda é pouco! Precisamos de novos rostos! Novos protagonistas e oportunidades! Viva os talentos das periferias!

Leave a Reply